sábado, 11 de agosto de 2012

'Deixa o vento soprar'

Num instante olhou-se no espelho e viu seus olhos cheios de lágrimas, não queria chorar, mas não lhe cabia evitar tanta dor, dor de ter construído castelos em um mundo que cada dia se tornou mais distante do seu, mas não só doeu  por isso, talvez tenha doido  pelo cansaço, cansaço de ter sempre ido atrás e sempre, em algumas vezes rápidas outras vezes mais demoradas, sempre se bateu com as pancadas que causaram dor ao coração, cansado de querer se encontrar em alguém, cansado de ter construido sonhos sozinho, como doía a partida da princesa, pensou então  que  precisaria que o encontrassem, que a sua princesa o encontrasse. Mas, em nenhum momento não deixou de sentir, não deixou de ama-la e muito menos de construir planos para o futuro, apenas decidiu não se manifestar como antes, achou que seria melhor deixar com que as coisas acontecessem, mesmo chorando todos os dias em seu quarto sozinho, mesmo sentindo ciúmes, mesmo amando como nunca tivesse amado outro alguém.
E assim vive a espera de olhar de novo nos olhos da princesa, toma-la para um dança, encostar-se ao seu ouvido e se declarar, e também ouvir a princesa dizer: Quero ficar só com você!
E assim vive a espera que a felicidade do amor de sua princesa possa invadi-lo novamente, pois não há nada melhor do que escutar: - Meu amor! Da boca de sua princesa, não há nada melhor do que vê-la ser só sua e sentir que ela só estará contigo pra sempre, não há e nem haveria nada melhor que olhar em seus olhos castanhos. Pois Desde o dia em que ela se foi ele não conseguiu não pensar em outra coisa do que na volta da princesa. E então o cavaleiro resolveu que enquanto sua princesa não chegasse ele enfrentaria o tempo sozinho, decidiu esperar por sua princesa no mais alto lugar, da mais alta torre de seu palácio, onde para subir seria preciso enfrentar tantas, e inúmeras escadas que só o verdadeiro amor teria forças de subir, por que só o amor não desiste com os obstáculos, só o amor subiria as inúmeras escadas como se fossem dois degraus só para ver o sorriso ou os olhos de quem se ama.

Nenhum comentário:

Postar um comentário